Seguidores

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Rafael Alberti //// La Paloma



La Paloma


Se equivocó la paloma,
se equivocaba.
Por ir al norte fue al sur,
creyó que el trigo era el agua.
Creyó que el mar era el cielo
que la noche la mañana.
Que las estrellas rocío,
que la calor la nevada.
Que tu falda era tu blusa,
que tu corazón su casa.
(Ella se durmió en la orilla,
tú en la cumbre de una rama.)
 Rafael Alberti

A pomba

Se equivocou a pomba,
se equivocava.
Indo ao norte foi para o sul,
Crendo que o trigo era a água.
Crendo que o mar era o céu
que a noite era manhã.
Que as estrelas, orvalho
que o calor era neve.
Que a tua saia era blusa,
que teu coração era sua casa.
(Ela adormeceu na praia,
tu no alto de um ramo.)

1 comentário:

Rosa Purpura disse...

olá D. juan!
este belo trabalho de Ricardo Albertti sugere-me que....

quando o Amor é de ALMA.NUNCA SE EQUIVOCA,PORQUANTO ELE (AMOR) É EM SI MESMO sujeito e predicado!!!!
se não houver transferência,nao haverá cobrança/se não houver cobrança ,será gratuito....e quando é gratuito....

É(ser) simplesmente......
e
Acontece
(simplesmente)

um beijinho para TI D. Juan
de coração para coração rsrsrs

Rosa Purpura

Nota)Belíssima imagem....a origem da essência bjo