Seguidores

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

I.S, /// No fundo dos teus olhos

       


Anoiteço no fundo dos teus olhos
e na noite, subrrepticiamente
instala-se a cortina do silêncio
Emolduro o teu rosto
no cansaço dos dias baços
e procuro-te na LUZ MAIOR
de todas as constelações e de todas as criações
no fundo dos teus olhos
é que as palavras se entrelaçam
em dedos de ternura e afagos consentidos
É no fundo dos teus olhos
que amanhecem os dias solares
clandestinos na alma da cidade
as gaivotas
invertem o sentido do vôo
-de sul para norte-
o meu desejo
anoiteço no fundo dos teus olhos
E É NO FUNDO DOS TEUS OLHOS
                                 QUE AMANHEÇO
I. S.

the street

1 comentário:

Rosa Purpura disse...

OlÁ!!!

Na simplicidade das palavras
a conjugação do mais puro sentimento!!

beijinho

(bem no fundo dos teus olhos
que é onde se toca a ALMA)