Seguidores

sábado, 24 de agosto de 2013

José Carlos Ary dos Santos /// Estigma

Poetas Escolhidos–XI –“Desafio” à Vida





Filhos dum deus selvagem e secreto
E cobertos de lama, caminhamos
Por cidades,
Por nuvens
E desertos.
Ao vento semeamos
O que os homens não querem.
Ao vento arremessamos
As verdades que doem
E as palavras que ferem.
Da noite que nos gera, e nós amamos.
Só os astros trazemos.
A treva ficou onde
Todos guardamos a certeza oculta
Do que nós não dizemos
Mas que somos.

José Carlos Ary dos Santos, in "Obra Poética", pág.51, Edições Avante

1 comentário:

Rosa Purpura disse...

OLÀ!!D.Juan!!!

BOM DIA!!!

è impossível ficar-se indiferente ,aos poemas de ARY....e este em particular é um dos meus preferidos.

"Todos guardamos a certeza oculta
Do que nós não dizemos
Mas que somos."

Gostei muito de o reler!!!

Beijos querido D.juan