Seguidores

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Ricardo - águialivre

AMOR IMAGINÁRIO...
 
 

 Amo-te numa caminhada pura, sem desdém
 Sentindo escuso meu entregue sentimento
 Como flor seca que se oferecida a alguém
 Esvoaça sem destino pelas ruelas do vento
 Pensar profundo no jornadear pela vivência
 Sendo o coração fino elixir de subtil alento
 São teus olhos o luar da minha existência
 Qual estrela de amor em meu pensamento
 Vivo esta ilusão em desamor de esperança
 Onde o renascer é folha seca que balança
 Pelos ancoradouros da minha fé esquecida
 Quero-te em sublime conflito do verbo sentir
 Por ti sinto doce carinho não consigo mentir
 Sabendo que nunca terei teu amor nesta vida
Ricardo- águialivre 



1 comentário:

fatima maria disse...

Qual estrela de amor em meu pensamento
Vivo esta ilusão em desamor de esperança
Onde o renascer é folha seca que balança
Pelos ancoradouros da minha fé esquecida

Muito lindo,beijinhooooo,Conde.