Seguidores

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Amado Nervo




Pero te amo                                                        


Yo no sé nada de la vida,
 Yo no sé nada del destino,
 Yo no sé nada de la muerte;
 ¡Pero te amo!

 Según la buena lógica, tú eres luz extinguida;
 Mi devoción es loca, mi culto, desatino,
 Y hay una insensatez infinita en quererte;
 ¡Pero te amo!


Amado Nervo


Porém, te amo


Eu não sei de nada da vida,
Eu não sei nada do destino,
Eu não sei nada da morte;
Porém, te amo!


Segundo a boa lógica, tu és luz extinguida;
Minha devoção é louca, meu culto, desatino.,
E há uma insensatez infinita em querer-te;

Porém, te amo!

Amado Nervo 




1 comentário:

fatima maria disse...

Segundo a boa lógica, tu és luz extinguida;
Minha devoção é louca, meu culto, desatino.,
E há uma insensatez infinita em querer-te;

Porém, te amo!


bjinho...........