Seguidores

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Francisco Valverde Arsénio /// Não Me Lembro/ Mas Sei !

Não Me Lembro / Mas Sei!




Não me lembro se chegaste a pedir para entrar nos meus dias. Mas que importa, apetece-me afundar no teu olhar e perder-me num momento que não termine nunca. Só eu sei como a voz dos teus olhos tem mais timbre que o som das gotas de orvalho… e elas caem nesta madrugada vindas do cimo de todas as flores. Enraizaste-te em mim como a neblina ao beijar a terra por cima do monte… intensamente… e os corpos evadem-se nessa bruma densa… toco-te… tocas-me a alma com esse sabor selvagem de quem está presente mesmo quando ausente… és mulher!



© Francisco Valverde Arsénio  



1 comentário:

fatima maria disse...

Não te lembras????? rsrsrsrs,gostei


bjinho Conde,tem um doce fds.....