Seguidores

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Cidália Ferreira. //// Num constante devaneio...

Num constante devaneio...
 
 

Num constante desassossego
Devaneiam sentimentos
Por solitários caminhos
E lugares desconhecidos,
Respiro-te noite e dia
Sonho contigo, abraças-me
Sussurras-me ao ouvido
Desassossegas-me a mente
Levando-me ao delírio,
Em cada gota de água
Vejo gravado o teu nome
E na imensidão de um lago
Onde meus braços se abrem
Para poder receber
Os mais loucos momentos
Que por ti sentem prazer,
Num constante devaneio
Gritando aos sete ventos
A vontade, de contigo me perder

Cidália Ferreira. 



1 comentário:

fatima maria disse...

Em cada gota de água
Vejo gravado o teu nome
E na imensidão de um lago
Onde meus braços se abrem
Para poder receber
Os mais loucos momentos
Que por ti sentem prazer,
Num constante devaneio
Gritando aos sete ventos
A vontade, de contigo me perder



Gostei,bjinho.