Seguidores

sexta-feira, 26 de julho de 2013

CANTO AO AMOR OCULTO


Como um passarinho vivo
Criando um ninho para o meu amor...

Hei de fazê-lo com as mais belas flores da floresta
e envolvê-lo com os mais doces cantos de outros pássaros
para cantar com os mais suaves sons que há.

Nem me importo de voar mais alto
Ou, de por longas distâncias, me cansar
Ou, se, na busca, venha a me machucar
Se os melhores e saborosos frutos recolher.

Só me importo, antes do luar aparecer, olhar seus olhos,
e cantar, no por do sol, o meu canto de glória,
pelo imenso amor que só posso ter

Que é mais belo ainda por ninguém perceber .... 








Estrela



2 comentários:

@ngel disse...

Meu querido e doce amigo.
Vim desejar um bom fim de semana.
Como sempre fico encantada, com as escolhas dos poemas...
Deixo o meu carinho.....4evergotik

Rosa Purpura disse...



Tão lindo,...tão doce tão puro (quase adolescente)!

Um Hino ao AMOR.....que me encantou.

Lindooooooo!!!!!

beijo doce
D. Juan