Seguidores

domingo, 11 de setembro de 2016

ROUBADO A UM BLOG

 
 
ROUBADO  A  UM  BLOG
 
 
 
Rabisco indefinido para uma letra de canção
 
 
 
Vil perdão...
 
 
 
 
Eu perdoo você
e suas pequenas mentiras.
Suas grandes mentiras.
Suas mentiras
 
de todos os tamanhos.
 
Perdoo
as promessas de campanha,
as promissórias afetivas
seus ‘eujuros’ e 'euteamos'

  Perdoo a nudez fingida,
os seios oferecidos
as geometrias felizes
os trejeitos de Marilyn
e seus gozos de festim
.
Perdoo suas nuvens vazias de chuvas
seus minuanos, seus tsunamis
Perdoo os raros dias de sol
e sua ausência de verões

  Eu perdoo
 
 
Perdoo os seus boleros,
suas rumbas, suas dores
o aço frio dos punhais
o finco das bandarilhas
ardidas, urdidas
em minhas costas
e esta sangria imposta
feita de uis e ais
 
 
Perdoo você como
quem perdoa Judas.
Perdoo, principalmente,
seus pra sempre
 
 
 
 
 

1 comentário:

fatima maria disse...

Perdoo os seus boleros,
suas rumbas, suas dores
o aço frio dos punhais
o finco das bandarilhas
ardidas, urdidas
em minhas costas
e esta sangria imposta
feita de uis e ais....

bjinhossssssssss.........