Seguidores

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Laura Santos //// Promessa


Um dia soltarei as borboletas que trago na barriga
E no ar lançarei as vagas.
Contigo ficarei para sempre comigo a sós, e irei
Sempre com uma moldura na voz
Rodear-te de atenção e loucura. Em ti porei
Para sempre, como no presente, a minha ternura.
Nus, teus braços barcos cordas, esperarei
Em cada vale o deslizar de todas as neves
E se suspendam de ti as folhas, alegrias breves.
A mar-te-ei como às flores, para sempre todas as tuas cores.
Ficarei liberta e louca nas casas da tua boca
E amar-te-ei sempre nas asas duma gaivota
Com olhos brancos de espuma...
Flutuante, bela e capaz de romper uma a uma
Cada nuvem que aparecer.
Amar-te-ei sempre.

Laura Santos   





Clique no endereço

http://youtu.be/jpV46ycq0dQ

1 comentário:

fatima maria disse...

E no ar lançarei as vagas.
Contigo ficarei para sempre comigo a sós, e irei
Sempre com uma moldura na voz
Rodear-te de atenção e loucura. Em ti porei
Para sempre, como no presente, a minha ternura.
beijoooooooo.