Seguidores

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Fernando Campos de Castro //// Amar é quando chegas

AMAR É QUANDO CHEGAS
Amar é quando chegas de mansinho
E trazes nos teus gestos mil segredos
De coisas que não sei mas adivinho
Suspensas da varanda dos teus dedos
É ver nos olhos teus a luz solar
Mostrando quanto vês e quanto sentes
Sentir que vem contigo o céu e o mar
Nas tuas mãos abertas transparentes
Amar é quando chegas noite alta
E aqueces minha cama funda e fria
Trazendo tudo aquilo que me falta
A alma e o teu corpo de alegria
Amar é sentir mais o que não digo
Das coisas principais que não vivi
Amar o nosso amor a sós contigo
Para morrer depois dentro de ti

Fernando Campos de Castro 
 
 

1 comentário:

fatima maria disse...

Amar é sentir mais o que não digo
Das coisas principais que não vivi
Amar o nosso amor a sós contigo
Para morrer depois dentro de ti


beijinhos ,Conde...