Seguidores

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Poemas avulso

 




Guardo-te ternura
Numa cesta de poemas
Os mais belos que colhi
No pomar de uma paixão

É tão doce 
O aroma dos versos 
Que se desprende
De uma cesta de ilusão!

1 comentário:

Rosa Purpura disse...



Lindo este poema de José Vultos Sequeira...

gostei de (re)tornar :)

Amizade
e
Ternura
"avulsas"
para ti
Beijinho com carinho
Rosa Púrpura