Seguidores

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Helena Guimaraes /// DEIXA SÓ


Deixa só que os  meus olhos
acariciem teu corpo,
mesmo de longe e sózinhos.
No meu caminho de escolhos
o ver-te é chegar ao porto.
Vencer os ventos daninhos.

Meus olhos não te magoam
quando exploram, dolentes,
o teu corpo de mansinho.
Não te julgam. Só perdoam.
Bebem-te os gestos , frementes,
e cobrem-te de carinho.

Olhar-te , estou consciente.
é flôr de suave fragância,
aromas desconhecidos.
Só por si é suficiente
para diminuir esta ânsia
e adormecer os sentidos.

Deixa pois que os meus olhos
o teu corpo acariciem
mesmo de longe , ansiosos
E como flor entre abrolhos
só de ver-te se saciem
e deixem de estar saudosos.

Helena  Guimaraes~

Do livro "" Intimidades/1994 ""





1 comentário:

Rosa Purpura disse...

olá Conde!!!1

Lindíssimo.....de uma grande sensibilidade!!!!

A forma,única.como a poetisa sempre nos leva-de uma forma quase pictórica^-a percorrer o sentir.....
Helena Guimarães,não se esconde atrás das palavras...Há sempre uma forma (bela) de lidar com a verdade!!

belìssima construção poética
bjinho