Seguidores

sábado, 20 de junho de 2015

Albino Santos


Não sei porquê
 hoje lembrou-me que
 puzeste na mesa
 aquela toalha de linho
 onde as papoilas vermelhas
 são beijadas pelo sol bordado
 que te sai das mãos!...
 Quis afastar esse pensamento
 e fui até à margem do rio,
 junto das margaridas que tanto gostavas...

 Dei por mim a relembrar os tempos idos,
 os nossos segredos,
 os sonhos perdidos,
 as histórias de amor,
 os dias mais felizes...
 E tudo parece que rebrilha
 como pedrinhas de cor
 entre as raízes...
 Quem sabe, amanhã será primavera!...


 Albino Santos 

1 comentário:

fatima maria disse...

Adorei!!!!!!!!!!!

Dei por mim a relembrar os tempos idos,
os nossos segredos,
os sonhos perdidos,
as histórias de amor,
os dias mais felizes...
E tudo parece que rebrilha
como pedrinhas de cor
entre as raízes...
Quem sabe, amanhã será primavera!...

bjinho Conde...