Seguidores

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Laura Santos //// LUA

Toda a verdade do mundo
se revela na pequena estrela
que me ilumina nas mãos
a toada de uma morna lenta
se o meu pensamento veloz
dentro de mim inventa
a forma de te procurar.
A lua acomoda-se à janela
como vaga luz em castiçal
que nos meus olhos ateasse
o voraz lume do teu nome
e a tua muda voz em sopro
quente a mim chegasse.

Laura Santos   





Clique no endereço  :

Lua, de Pedro Barroso, um enorme poeta de canções.

https://youtu.be/dXbvdI5GXxg

1 comentário:

fatima maria disse...

A lua acomoda-se à janela
como vaga luz em castiçal
que nos meus olhos ateasse
o voraz lume do teu nome
e a tua muda voz em sopro
quente a mim chegasse.

lindoooooo,bjinho.