Seguidores

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Helena Guimarães //// Saudades


Esta saudade está
a transformar-se em ânsia
que me dói,
me corrói,
me faz cair em fantasia
quando,ao nascer do dia,
deitada na minha cama,
relembro as tuas mãos
a explorar-me o corpo,
o teu olhar absorto,
perdido dentro do meu,
tua boca no meu peito,
e todo aquele teu jeito
de procurares o carinho,
o cabelo em desalinho
macio entre os meus dedos,
esvaziando os meus medos
destruindo a solidão!
Amo-te!!!

Helena Guimarães

(No livro:CONTIGO à LAREIRA)  ANO   2012

""    Quem dirá aos
       amantes que o amor há-de despir
       o acontecido
       e passará pela mão
       como passou o frio
       de flôr em flôr ?  ""

Armindo Trevisan

( in  "" Quem dirá aos amantes "" ,
Antologia da Poesia Brasileira Contemporãnea  )



1 comentário:

fatima maria disse...

Lindissimo,como sempre,me habituou,esta poetisa!!!!!!!

bj.