Seguidores

domingo, 14 de abril de 2013

, O Canto e as armas // Manuel Alegre


É possível falar sem um nó na garganta.
É possível amar sem que venham proibir.
É possível correr sem que seja a fugir.
Se tens vontade de cantar não tenhas medo: canta.

É possível andar sem olhar para o chão.
É possível viver sem que seja de rastos.
Os teus olhos nasceram para olhar os astros.
Se te apetece dizer não, grita comigo: não!

É possível viver de outro modo.
É possível transformar em arma a tua mão.
É possível viver o amor. É possível o pão.
É possível viver de pé.

Não te deixes murchar. Não deixes que te domem.
É possível viver sem fingir que se vive.
É possível ser homem.
É possível ser livre, livre, livre.

, O Canto e as armas


 LETRA PARA UM HINO
 Foto: LETRA PARA UM HINO    Manuel Alegre    É possível falar sem um nó na garganta.  É possível amar sem que venham proibir.  É possível correr sem que seja a fugir.  Se tens vontade de cantar não tenhas medo: canta.    É possível andar sem olhar para o chão.  É possível viver sem que seja de rastos.  Os teus olhos nasceram para olhar os astros.  Se te apetece dizer não, grita comigo: não!    É possível viver de outro modo.  É possível transformar em arma a tua mão.  É possível viver o amor. É possível o pão.  É possível viver de pé.    Não te deixes murchar. Não deixes que te domem.  É possível viver sem fingir que se vive.  É possível ser homem.  É possível ser livre, livre, livre.    , O Canto e as Armas







1 comentário:

Butterflyfly Blue disse...



Olá!!!!D. Juan

Este é mais um belo trabalho de Manuel Alegre e um dos meus favoritos!


Gostei!!!!!

beijos