Seguidores

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Maria Olinda Maia

Vento...
A lua me ilumina
nas noites sem ti...
...
Abraço-me abraçando-te
na escuridão do vazio do quarto.
Vento...
Eu te sinto...
Mesmo no meu sono profundo
és tu que acordas
este meu corpo adormecido.
Ergo os meus olhos
Olho-te
e as palavras
fazem eco dentro de ti.
 
 
 Maria Olinda Maia  ( M.O.M.)  
 
 
 

3 comentários:

Ly disse...

um sussurro....

Brisa disse...

Deixo um sorriso ... :)

fatima maria disse...

Poema,muito sentido!!!!!

Eu te sinto...
Mesmo no meu sono profundo
és tu que acordas
este meu corpo adormecido.

bjinho.