Seguidores

quarta-feira, 7 de março de 2012

Ausência

Quando não houver amanhã


Num deserto sem água

Numa noite sem lua
Num país sem nome
Ou numa terra nua
Por maior que seja o desespero
Nenhuma ausência é mais funda do que a tua.



Sophia de Mello Breyner e Andresen

2 comentários:

GarçaReal disse...

Já tinha saudades de por aqui passar e ler as tuas escolhas sempre tão belas

Bom fim de semana

Bjgrande do lago

Marcia disse...

Por onde andara o Conde rs?
Linda esta imagem vou rouba-la de ti!