Seguidores

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Insaciável amor



Antes mesmo da nudez
Já estavas nua
Para os meus olhos que estarrecidos
Como se fossem raios X
Examinavam a pele tua
Com as luzes fortes do desejo.

Não sei nem se tu sabes,
Mas, o amor compreende
Muito mais que os rumores dos lençóis,
Os líquidos, o suor, os beijos, a saliva....
O amor é esta coisa viva
Que nos acende
E nos torna os devoradores das horas,
Dominadores dos corpos,
Conquistadores da carne
Exploradores da alma.

O amor é a violência e a calma
De querer ser e ter o outro
E sempre achar pouco.

2 comentários:

Confesso disse...

Sim o amor é isso...

" querer ser e ter o outro
E sempre achar pouco."

Lindo poema...

beijos confessos

Feiticeira disse...

Hum!!!!!!!!!!!!!!!

Assim vou me inspirar e postar esta semana